Curiosidades sobre o Planeta Terra

Curiosidades sobre o Planeta Terra


A Terra é o terceiro planeta mais próximo do Sol, o mais denso e o quinto maior dos oito planetas do Sistema Solar. É também o maior dos quatro planetas telúricos. É por vezes designada como Mundo ou Planeta Azul. Lar de milhões de espécies de seres vivos, incluindo os humanos, a Terra é o único corpo celeste onde é conhecida a existência de vida.

O planeta formou-se há 4,56 bilhões de anos, e a vida surgiu na sua superfície um bilhão de anos depois. Desde então, a biosfera terrestre alterou significativamente a atmosfera e outros fatores abióticos do planeta, permitindo a proliferação de organismos aeróbicos, bem como a formação de uma camada de ozônio, a qual, em conjunto com o campo magnético terrestre, bloqueia radiação solar prejudicial, permitindo a vida no planeta. As propriedades físicas do planeta, bem como suas história geológica e órbita, permitiram que a vida persistisse durante este período. Acredita-se que a Terra poderá suportar vida durante pelo menos outros 500 milhões de anos.

A atmosfera terrestre é composta por nitrogênio (78,08%), oxigênio (20,95%), vapor de água (1%), argônio (0,93%) e diversos outros gases em menor quantidade (dióxido de carbono, gás hélio, gás metano, ozônio, entre outros).

 A temperatura no núcleo da Terra é elevadíssima: em torno de 5 mil graus célsius.

Nosso planeta tem um formato de uma esfera achatada nos polos.

A distancia da Terra ao Sol é de 149.600.000 km. É a distância ideal para que exista vida em nosso planeta, pois a temperatura da Terra possibilita a existência de água em estado líquido.

Em sua viagem ao redor do Sol, o planeta recebe grandes quantidades de lixo estelar, desde pequenos asteroides até pó cósmico. Ao todo, a cada dia caem em nosso planeta de 20 a 40 toneladas desse material.

A montanha mais alta do planeta é o Monte Everest, na Cordilheira do Himalaia, com 8.850 metros. Se consideradas as partes submersas, o vencedor seria o vulcão Mauna Kea, no Havaí, que tem 10.314 metros no total.

Se a Terra não girasse, não existir ia vida. É que o lado do planeta que ficasse voltado para o Sol viraria um deserto muito quente e o outro lado ficaria muito escuro e gelado.

Ao redor da Terra existem zonas de alta radiação – uma interior e outra exterior – denominadas cinturões de Van Allen (em honra ao seu descobridor) e situadas a uma altura de 3.000 e 22.000 km sobre o equador. Estes cinturões são formados por partículas de alta energia, sobretudo prótons e elétrons, cuja origem esteja provavelmente nas interações do vento solar e dos raios cósmicos com os átomos constituintes da atmosfera. A potência da radiação é tal que os cinturões são evitados pelas missões espaciais tripuladas, dado que poderiam aumentar o risco de câncer dos astronautas e prejudicar gravemente os dispositivos eletrônicos.

Segundo dados do space.com, a quantidade de pó cósmico que cai a cada ano na Terra supera as 30 mil toneladas. A maior parte deste material procede do cinturão de asteroides situado entre Marte e Júpiter. Os fragmentos provem dos constantes choques entre asteroides e são arrastados para o interior do sistema solar. Uma boa quantidade deles estão entrando permanentemente em nossa atmosfera.

Curiosidades sobre o Planeta Terra.

Postar um comentário

0 Comentários