Curiosidades sobre o lápis

Curiosidades sobre o lápis


Há cerca de 1500 anos, os gregos e romanos perceberam que estiletes metálicos serviam igualmente bem ou mesmo melhor ao propósito de registrar dados em superfícies. Por suas qualidades, o chumbo passou a ser amplamente empregado com tal fim.

O verdadeiro antepassado do lápis talvez seja o seu equivalente romano, o stylus; que consistia num pedaço de metal fino, normalmente chumbo revestido com alguma proteção (usualmente madeira) para evitar que os dedos se sujassem. O stylus era utilizados para escreverem-se os papiros.

os ingleses confundiram o material com chumbo, este erro foi só descoberto no século 18. Os primeiros lápis eram formados de grafite e enrolados em peles de animais e cordas.

Depois de algum tempo, chegou a vez dos alemães fazerem seu upgrade, foi aí que o lápis começou a ser feito com madeira para cobrir a grafite. Já em 1858 o objeto passou a conter também uma borracha na ponta, isso graças ao americano Hyman Lipman, o que facilitou e muito e vida dos errantes do dia-a-dia.

Atualmente o Brasil é o maior produtor mundial, com 1,9 bilhões das 5 bilhões e 500 milhões de unidades produzidas mundialmente ao ano.

O maior consumidor é os Estados Unidos consumindo 2 bilhões e 500 milhões ao ano.

Curiosidades sobre o lápis.

Postar um comentário

0 Comentários